Mãe da filha de Edu Pedroso desabafa e chora após ele ficar preso apenas uma hora

Genro de Silvio Santos foi detido e liberado rapidamente com habeas corpus nesta terça

Reprodução

Publicado em 06/12/2017 às 17:20:49 ,
atualizado em 06/12/2017 às 17:28:39

Por: Fabrício Falcheti

Mãe da filha de Edu Pedroso, nome artístico de Kleiton Pedroso de Abreu, marido de Silvia Abravanel e genro de Silvio Santos, Ana Arraes publicou um vídeo emocionada no Facebook, relatando a luta que vem enfrentando nos últimos tempos.

A moça acusa o cantor de não pagar pensão alimentícia há 11 meses à pequena Sophia, hoje com 5 anos. Edu Pedroso teve um pedido de prisão expedido no final de outubro e atendido nesta terça-feira (5), conforme publicado pelo NaTelinha. Porém, ele ficou apenas uma hora preso e foi liberado.

"Isso é uma coisa inédita no Brasil! Fiz esse vídeo pra tentar entender como isso acontece. Como faz pra soltar alguém em menos de uma hora? É o poder?", desabafou Ana. Sua advogada, Geovana da Conceição, procurada pela reportagem, confirmou o ocorrido.

A jovem conta que conheceu Edu Pedroso em 2012, eles ficaram somente um mês juntos e aconteceu a gravidez. "Desde o primeiro momento ele soube que seria pai", disse, comentando que ele não vê a filha há dois anos.

"O que faz uma pessoa largar tudo? Usar a mídia a favor dele falando que é um pai presente, o que é mentira. Ele não vê a menina tem dois anos, não faz questão dela. Eu fico triste", bradou, chorando.

Ana Arraes também se emocionou ao comentar que ele se casou com Silvia Abravanel um dia antes do primeiro aniversário da filha e também não presenciou batizado e outras datas importantes.

O NaTelinha entrou em contato com o SBT, que não comenta assuntos pessoais de seus funcionários. Edu Pedroso também não se pronunciou até o momento, seja pessoalmente ou através de seus advogados.



LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade