ESPN comemora "índices históricos" da temporada da NBA

Golden State Warriors faturou o título na última semana

Reprodução

Publicado em 19/06/2017 às 11:35:59

Por: Fabrício Falcheti

A temporada 2016/2017 da NBA marcou índices históricos de audiência para a ESPN, que fechou sua cobertura com o título do Golden State Warriors na última segunda-feira (12).

Além do aumento do número de jogos exibidos (174 no total), o canal teve 36% mais pessoas assistindo aos jogos em comparação com a temporada anterior, segundo dados consolidados do Ibope nos 15 mercados que compõem o Painel Nacional de Televisão (PNT).

Na série final, exibida com exclusividade na TV por assinatura, o crescimento foi de 31% no público-alvo do canal (homens entre 18 e 49 anos) e 22% no total de pessoas com TV paga - mesmo com dois jogos a menos do que na decisão da temporada passada.

Em quatro dos cinco jogos da série, a ESPN ficou em primeiro entre os canais da TV por assinatura e cada espectador passou, em média, 1h08 sintonizado.

Depois dos finalistas Warriors e Cavaliers, os times de maior audiência foram Houston Rockets, Boston Celtics, Oklahoma City Thunder e Washington Wizards. Ao longo de toda a temporada, 72% do público foi masculino, sendo 88% com 18 anos ou mais.

A transmissão exclusiva das finais contou com equipe in loco nos Estados Unidos. Everaldo Marques (foto/acima) realizou a narração e o trabalho de reportagem foi feito pela dupla José Renato Ambrosio e André Linares. Dos estúdios em São Paulo, Rômulo Mendonça apresentou os programas especiais de pré e pós-jogos com comentários de Eduardo Agra, Zé Boquinha e Ricardo Bulgarelli.

Já a temporada completa da NBA contou com os narradores Ari Aguiar, Cledi Oliveira, Everaldo Marques, Fernando Nardini, Renan do Couto e Rômulo Mendonça e os comentaristas Eduardo Agra, José Roberto Lux e Ricardo Bulgarelli.

A cobertura da final não se restringiu ao Brasil. A ESPN levou o duelo entre Warriors e Cavs para China, EUA e outros 59 países na América Latina, Oceania e Caribe, além de outros 52 países de Reino Unido, Irlanda, Índia, Canadá e África subsaariana.



publicidade

TAGS:

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS