Fox News demite jornalista acusado de assédio sexual por cinco mulheres

Bill O'Reilly teria desembolsado US$ 13 milhões em troca de silêncio

Divulgação

Publicado em 20/04/2017 às 11:01:59

Por: Fabrício Falcheti

O grupo Fox anunciou nesta quarta-feira (19) a demissão do apresentador e jornalista Bill O'Reilly, acusado de assédio sexual por cinco mulheres.

"Depois de uma completa e cuidadosa análise das alegações, a companhia e Bill O'Reilly concordaram que o jornalista não retornará ao canal Fox News", disse em comunicado.

O âncora está de férias na Itália, onde até se encontrou com o Papa Francisco nesta quarta, e retornaria aos trabalhos na próxima segunda (24).

Bill O'Reilly apresentava na Fox News o programa "The O'Reilly Factor", maior audiência do horário nobre entre os canais de notícias nos Estados Unidos, com média de 3,98 milhões de telespectadores no primeiro trimestre de 2017, segundo o site especializado Adweek.

No início de abril, o jornal The New York Times noticiou três novos casos de assédio sexual envolvendo o jornalista, somando-se a outros dois já conhecidos. Bill e Fox News teriam desembolsado US$ 13 milhões para as cinco mulheres em troca de silêncio e de não entrarem com processos contra o apresentador.

Após a notícia do The New York Times, Bill O'Reilly não negou diretamente as acusações, mas disse que "como todas as personalidades visíveis e controvertidas, sou vulnerável a denúncias de indivíduos que querem que pague para defender minha reputação".

O âncora deve receber uma multa rescisória, mas ainda não foi informado o valor. Ele era considerado o profissional mais bem pago do telejornalismo americano, com vencimentos de US$ 20 milhões por ano.

 



TAGS:

LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Fechar X