09/01/2017 às 12:32:59 atualizada às 12:50:18

"La La Land" confirma favoritismo ao grande filme do ano no "Globo de Ouro"

Confira a lista completa dos premiados

Por Taty Bruzzi
Compartilhe »
  
"La La Land" confirma favoritismo ao grande filme do ano no "Globo de Ouro" Fotos: Divulgação
publicidade
Está aberta a temporada de prêmios do cinema 2017. No último domingo (8), tivemos a cerimônia do "Globo de Ouro" (Golden Globe Awards) , uma das prévias de como pode ser o resultado do Oscar deste ano. 
 
Como já era de se esperar, o grande nome da noite foi o musical “La La Land - Cantando Estações”, que faturou sete prêmios. Incluindo, melhor ator para Ryan Gosling e melhor atriz para Emma Stone. 
 
Com estreia prevista para 19 de janeiro, o filme dirigido por Damien Chazelle conta a história de amor entre o pianista Sebastian (Ryan Gosling), recém chegado a Los Angeles, e Mia (Emma Stone), atriz em início de carreira. 
 
Apaixonados e em busca de fama e sucesso em suas carreiras, o casal irá precisar encontrar o equilíbrio entre a vida amorosa e profissional enquanto busca por oportunidades na competitiva cidade. 
 
Cerimônia teve discurso anti-Trump e muita comoção 
 
 
A 74ª edição do Globo de Ouro, uma premiação anual da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, foi comandada pelo comediante Jimmy Fallon, e contou com participações de demais atores. 
 
Tendo como característica uma cerimônia politizada, um dos grandes momentos da noite foi o discurso anti-Trump de Meryl Streep, grande homenageada da noite, que receber o prêmio Cecil B. DeMille pelo conjunto de sua obra. 
 
“Mas quem somos nós? O que é Hollywood? Eu fui criada nas escolas públicas de Nova Jersey”, disse a atriz, que fez questão de citar as diferentes origens e nacionalidades de seus colegas de showbiz. 
 
O discurso da atriz foi visto pela platéia como uma forma elegante de criticar casos de xenofobia, pegando como exemplo a postura do recém presidente eleito, Donald Trump, que prometeu deportar mais de 3 milhões de imigrantes, além de construir um muro de divisa entre os EUA e o México.
 
“Se mandarmos todos os estrangeiros embora, não vamos ter nada o que assistir a não ser futebol e artes marciais. E isso não é o que a arte deve ser”, enfatizou. Streep foi além quando lembrou que Trump ridicularizou um jornalista deficiente durante um de seus comícios.
 
“Esse exemplo, uma pessoa tão poderosa dá permissão a outras pessoas para desrespeitar com violência incita a violência. O desrespeito incita o desrespeito. Se alguém usa sua posição para fazer bullying, todos nós perdemos”, continuou a atriz.
 
Levando a plateia às lágrimas, a dama do cinema reforçou que vivemos em uma era da pós-verdade, onde falsas notícias ganham proporção monstruosa por causa da internet. 
 
Então, não só é preciso que os jornalistas divulguem os atos de Trump como, também, que a comunidade ajuda a proteger a imprensa, uma vez que nós precisamos destes profissionais.
 
Para finalizar, Meryl Streep relembrou a colega Carrie Fisher, que faleceu dia 27 de dezembro, citando uma frase da atriz. “Como a minha amiga, a querida princesa Leia, que nos deixou, me disse uma vez: ‘Pegue seu coração partido e o transforme em arte’”, concluiu.     
        
Confira a lista completa dos premiados
 
 
- Melhor Ator Coadjuvante: Aaron Taylor Johnson (Animais Noturnos);
 
Melhor Ator de Série Drama: Billy Bob Thornton (Goliath);
 
- Melhor Atriz em Série de Comédia: Tracee Ellis Ross (Black-ish); 
 
- Melhor Série de Comédia: Atlanta; 
 
- Melhor Atriz em Série Limitada: Sarah Paulson (The People v O.J. Simpson: American Crime Story);
 
- Melhor Série Limitada ou Telefilme: The People v O.J. Simpson: American Crime Story;
 
- Melhor Ator Coadjuvante em Série Drama, Série Limitada ou Telefilme: Hugh Laurie (The Night Manager);
 
- Melhor Trilha Original: La La Land - Cantando Estações;
 
- Melhor Canção Original: "City of Stars" (La La Land - Cantando Estações);
 
- Melhor Atriz Coadjuvante: Viola Davis (Fences); 
 
- Melhor Ator - Comédia ou Musical: Ryan Gosling (La La Land - Cantando Estações); 
 
- Melhor Roteiro: Damien Chazelle (La La Land - Cantando Estações);
 
- Melhor Filme Animado: Zootopia: Essa cidade é o Bicho; 
 
- Melhor Filme Estrangeiro: Elle; 
 
- Melhor Ator em Série Limitada ou Telefilme: Tom Hiddleston (The Night Manager); 
 
- Melhor Atriz em Série Drama: Claire Foy (The Crown); 
 
- Melhor Diretor: Damien Chazelle (La La Land - Cantando Estações);
 
- Melhor Ator em Série de Comédia ou Musical: Donald Glover (Atlanta);
 
- Melhor Atriz - Comédia ou Musical: Emma Stone (La La Land - Cantando Estações) (foto).
 
- Melhor Comédia ou Musical: La La Land - Cantando Estações; 
 
- Melhor Ator – Drama: Casey Affleck (Manchester à Beira Mar); 
 
- Melhor Atriz – Drama: Isabelle Huppert (Elle); 
 
-Melhor Drama: Moonlight 
 
publicidade
publicidade

VEJA TAMBÉM


Comentários

* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!


publicidade