Canais esportivos ficam ao vivo para cobrir queda de avião da Chapecoense

Reprodução

Publicado em 29/11/2016 às 13:21:32

Por: Sem autor

O acidente com a avião da Chapecoense, que vitimou 76 pessoas entre jogadores, profissionais de imprensa e tripulação, virou o assunto do dia, como não poderia deixar de ser, nas emissoras esportivas. 
 
A tristeza tomou conta das coberturas. A maioria dos canais entraram no ar a partir das 8 da manhã. O primeiro foi o Fox Sports, com uma edição especial do "Central Fox", com Nivaldo Prieto e Flávio Winicki. 
 
Mesmo com jornalistas da emissora envolvidos na tragédia, Prieto e Winicki mantiveram a serenidade na maioria do tempo, apesar do visível abatimento, e estão no ar até o fechamento desta matéria, passando todas a informações do que aconteceu. 
 
O SporTV entrou com uma edição bem mais longa do "SporTV - Edição Manhã", apresentado por Lucas Gutierrez. Além de atualizações da Colômbia, o programa teve link de algumas partes do Brasil para falar dos jogadores. O "Redação SporTV" continuou a cobertura, e teve um André Rizek emocionado. 
Em dado momento, ele chegou a mostrar a narração de Deva Pascovicci pelo Fox Sports na classificação da Chapecoense à final da Copa Sul-Americana, algo que em dias normais, jamais aconteceria. 
 
Os últimos a entrarem no ar foram ESPN Brasil, Esporte Interativo e Band Sports. A ESPN teve um "Bate-Bola" mais cedo, às 9h, com William Tavares e Gustavo Hoffman. No EI Maxx, um "Caderno de Esportes" especial começou no mesmo horário, seguido do "Conexão EI". 
 
 
O Band Sports começou o "Band Sports News" ao vivo, longo e mais cedo, e retransmitiu, em vários momentos, a edição do "Jogo Aberto", da Band. 
 
O clima era de tristeza em todos os canais, e todos prestaram homenagens para os jornalistas falecidos, já que com 21 mortos, esta também é a maior tragédia da história do jornalismo brasileiro. 
 

 



COMENTÁRIOS

Fechar X