Record deve cessar contratações para núcleo esportivo nos próximos tempos

Divulgação/TV Record

Publicado em 22/11/2016 às 11:14:14

Por: Sem autor

Depois dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a Record realmente irá cessar os seus investimentos em competições esportivas e em novos nomes para o setor. 
 
Segundo informações obtidas em primeira-mão pelo NaTelinha, a ordem é não contratar ninguém e manter a equipe que está atualmente cuidando do "Esporte Fantástico", exibido nas manhãs de sábado. 
 
Temia-se, depois de Rio 2016, que houvesse demissões, mas não foi o caso. A Record está satisfeita com o desempenho do esportivo, e acha que ele cumpre bem a sua função no horário que vai ao ar - tem média entre 4 e 5 pontos no Ibope na Grande São Paulo, e quase sempre belisca o primeiro lugar. 
 
Recentemente, os jornalistas Bruno Piccinatto e Janice de Castro, que fazem parte da equipe de repórteres do canal, tiveram seus contratos renovados. Os mesmos casos dos apresentadores Mylena Ciribelli e Claudia Reis.
 
Já Lucas Pereira tem compromisso até janeiro e ainda não renovou, mas a expectativa é que ele fique. Por outro lado, Fernando Scherer, o Xuxa, que tinha um quadro no "Esporte Fantástico", deixou a casa após sete anos.
 
Nesta segunda-feira (21), por causa da demissão do repórter Bruno Laurence da Globo, após 13 anos, seu nome chegou a ser ventilado na web para ir para a Record, mas não há a menor possibilidade. 
 
O próximo evento esportivo da emissora, exclusivo, deverá ser o último do ciclo olímpico: os Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, em 2019. Depois, a Record não fará nenhum, nem mesmo os Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, em 2020. 
 
Desde 2007, o canal fazia transmissões esportivas, dentre elas da UEFA Champions League, Eurocopa, Jogos Olímpicos e Jogos Pan-Americanos. Dos quatro evento citados, mantém apenas o último.
 


TAGS:

COMENTÁRIOS