Diretor da Globo, Roberto Talma morre no Rio de Janeiro

Divulgação

Publicado em 23/04/2015 às 08:58:31

Por: Fabrício Falcheti

Morreu na madrugada desta quinta-feira (23), aos 65 anos, o diretor da Globo, Roberto Talma.

A morte foi confirmada pelo Hospital Samaritano, no Rio, por falência múltipla dos órgãos decorrente de insuficiência renal. Ele vinha enfrentando problemas de saúde desde 2012, entre melhoras e pioras.

Em entrevista ao jornal "Bom Dia Rio", a ex-mulher do diretor, Maria Zilda, comentou: "Como profissional todo mundo viu o que o Talma fez. Ele começou praticamente quando a TV Globo começou. Fez muitas coisas, inovou muito a linguagem nas telenovelas principalmente, nos musicais. Era uma pessoa muito talentosa. Brilhante, brilhante, brilhante... Brotavam na cabeça dele sem parar ideias boas, e que ele executava, divinamente".

Roberto Talma trabalhou na TV Rio, TV Excelsior e Tupi, até chegar à Globo em 1969. Também atuou na Band e SBT, mas grande parte de sua carreira foi feita na rede carioca - que por sinal completa 50 anos neste domingo (26).

Na Globo, começou como operador de videotape e depois trabalhou na equipe de telejornais de rede, como o "Jornal Nacional" e o "Jornal Hoje". Também fez parte da primeira equipe do "Fantástico", que foi ao ar pela primeira vez em 1973, e ajudou a implementar e editar o "Globo Repórter".

Na linha de shows, o primeiro programa que implantou foi o famoso "Globo de Ouro", que ficou no ar até 1990. Em 1995, ele deixou à emissora para se dedicar a projetos pessoais, que incluíam a criação de uma produtora independente, que tinha como clientes a própria Globo.

Voltou quatro anos depois, quando ajudou a implantar o "Linha Direta", junto com Marcelo Rezende. Depois, assumiu o núcleo de programas infantis da Central Globo de Produção, onde criou o "Bambuluá" e o "Xuxa no Mundo da Imaginação".

Também dirigiu dezenas de séries, minisséries e novelas, como "Anos Dourados", "Anos Rebeldes", "Os Maias", "Armação Ilimitada", "Malhação", "Síto do Picapau Amarelo", "Saramandaia", "Selva de Pedra", "Que Rei Sou Eu?", "Renascer" e mais recentemente os remakes de "Gabriela" e "O Astro", além de tantas outras nos segmentos de humorísticos, especiais e programas de auditório.

Seu último trabalho na casa foi "Pé na Cova", em 2013, como diretor de núcleo - cargo que ocupava desde 2001.



COMENTÁRIOS

Fechar X