Fechar X

13/12/2013 às 08:57:46

Autor Lauro César Muniz deixa a Record após oito anos

Por João Gabriel Batista
Compartilhe »
  
Autor Lauro César Muniz deixa a Record após oito anos Lauro César Muniz deixa a Record - Divulgação/Record
Autor de "Cidadão Brasileiro" (2006), "Poder Paralelo" (2009) e "Máscaras" (2012), Lauro César Muniz está de saída da Record.
 
O roteirista, cujo contrato expira no próximo dia 31, não continuará na casa no ano que vem e encerrará uma jornada de oito anos ainda neste mês. 
 
Lauro César Muniz deixa a Record de uma forma suave, diferente de seu desligamento da Globo ou de todo o impacto que a saída de seu colega Tiago Santiago teve em 2009. 
 
A saída do autor da emissora é pautada em fatores financeiros e artísticos. Em política de redução de custos, o canal não chegou a propor um salário menor para Lauro e também abriu mão da intenção de produzir uma minissérie sobre o maestro Carlos Gomes, a qual era cotada para o ano que vem.
 
"Fui informado pelo senhor Marcelo Silva  de que a emissora não faria a minissérie sobre  Carlos Gomes, um projeto que eu acalentei durante dois anos. Havia um interesse muito claro da gestão anterior, mas os dois (em referência ao bispo Honorilton Gonçalves e ao diretor de dramaturgia Hiran Silveira) deixaram seus cargos, foram transferidos para outras função da empresa", disse o autor.
 
O futuro de Lauro César Muniz na TV ainda é questionável. Seu regresso à Globo é considerado como pouco provável, levando em conta o fato de como sua saída ocorreu, do grande número de roteiristas que a concorrente já tem à disposição e da sua intenção em investir em novos talentos. Uma ida para o SBT, cogitada em 2009, também é pouco provável já que ainda não há um plano de abertura de segundo horário de novelas e que a intenção da casa é manter o investimento em remakes - causa mesma que justificou a saída de Tiago Santiago em agosto deste ano.
 
O único projeto de Lauro César para o ano que vem é um roteiro de filme a ser produzido em parceria com um estúdio norte-americano.
 
Em tempo:
 
Autor de grande prestígio da Globo nos anos 70 e 80, com "O Casarão", "Roda de Fogo" e "Salvador da Pátria", Lauro César Muniz é um dos responsáveis pela total reestruturação da dramaturgia da Record, ainda que de forma positiva e negativa.
 
Graças ao fracasso de "Máscaras", a direção de Hiran Silveira foi derrubada e várias mudanças ocorreram, como o fim das novelas de mais de 200 capítulos e que se aproximavam de um ano de curação.
 
No entanto, apesar das modificações e da otimização do elenco da Record, até hoje a emissora não se recuperou por completo de "Máscaras". A novela, que sucedeu "Vidas em Jogo", derrubou o Ibope para menos da metade. Mesmo com a sua reformulação, seguido por seu encurtamento e pelo lançamento de "Balacobaco", "Dona Xepa" e "Pecado Mortal", nenhuma destas estratégias levou a Record de volta ao sonhado patamar de dois dígitos no horário das 22h.
 
A crise na faixa faz com que a emissora cogite até mesmo deixar o horário e migrar para as 20h, já que a Globo também tem contribuído para este enfraquecimento ao esticar suas novelas até próximo das 23h.
 
Com informações do jornalista Daniel Castro.
 


Eleja os destaques da televisão em 2015 no Prêmio Melhores do Ano NT; vote nos seus preferidos agora mesmo!
publicidade
publicidade

publicidade