Filha de Michael Jackson estreia no cinema ao lado de Charlize Theron

Divulgação

Publicado em 04/05/2017 às 20:10:11

Por: Taty Bruzzi

Aos 19 anos, Paris Jackson se prepara para estrear como atriz nos cinemas. A filha do saudoso astro do pop Michael Jackson acaba de ser escalada para um filme do cineasta Nash Edgerton (“O Presente” e “A Hora Mais Escura”).

Estrelado por David Oyelowo (“Selma – Uma Luta Pela Igualdade”), a trama irá contar a história de um homem de negócios que se vê envolvido com o FBI, mercenários e traficantes durante sua passagem pelo México.

Ainda sem título e data de estreia definidos, a produção do longa-metragem fica a cargo de Rebbeca Yeldham (“Nasce uma Estrela”), A.J. Dix (“Lugares Escuros”), Beth Kono e Edgerton Theron, enquanto que Anthony Tambakis e Matt Stone assinam o roteiro.

O thriller com uma pegada de comédia irá contar ainda com Charlize Theron, Amanda Seyfried, Thandie Newton, Sharlto Copley e Joel Edgerton (irmão do diretor) no elenco.
Esta não é a primeira vez que Paris Jackson atua. A modelo fez uma participação na série musical “Star”, produzida pela Fox. Na trama, a jovem é Rachel Wells, uma cantora que, ao lado de duas amigas, está em busca do sucesso.

Modelo teve uma infância marcada pelas manias do pai

Paris Jackson é filha do cantor Michael Jackson, morto em 25 de 2009 aos 51 anos, e da enfermeira Deborah Rowe, 58 anos, com quem o astro teve um relacionamento casual, gerando dois filhos, a jovem e Prince Michael Jackson I, 20 anos.

Mais tarde, o cantor teve ainda mais um filho, Prince Michael Jackson II, hoje com 15 anos, cuja identidade da mãe nunca foi revelada. Os três foram criados pelo pai, que sempre fez questão de manter secreta a imagem das crianças, obrigando-os a usarem máscaras em público.

Com a morte do astro, a guarda das crianças passou a ser de responsabilidade da avó paterna, Katherine Jackson. Em 2013, 4 anos após o falecimento do astro, Paris tentou o suicídio cortando os pulsos e ingerindo 20 comprimidos de Ibuprofeno.

Segundo especulações na época, o motivo teria sido constantes desentendimentos com a avó. A garota foi parar no UCLA Medical Center, mesmo hospital que atendeu Michael antes de morrer, e, segundo relatos dos médicos, dizia que queria viver, mas não ali, além de sentir falta do pai.

Vale lembrar que no funeral do cantor, dia 9 de julho de 2013, a menina, na época com 11 anos, surgiu no Stampler Center durante transmissão ao vivo sem máscara e emocionou a platéia com um discurso: “Desde que eu nasci, o papai foi o melhor pai que vocês podem imaginar. Eu só queria dizer que eu te amo muito”.



LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS