publicidade

09 Dez

2016

Veja como é fácil se prevenir contra as estrias

Por Taty Bruzzi
Compartilhe »
  
Divulgação Veja como é fácil se prevenir contra as estrias

publicidade

Assim como a celulite, as estrias são um verdadeiro tormento na vida de qualquer mulher. Elas simplesmente não avisam quando estão chegando e o resultado são manchas vermelhas ou esbranquiçadas na pele.

As estrias são lesões que surgem quando a pele se rompe diante de um estiramento intenso. São muitos comuns na adolescência por causa do crescimento rápido, ao invés de gradual.


 
Já na fase adulta, nas mulheres costumam surgir por causa da gravidez, devido ao ganho de peso e aumento da barriga. De difícil tratamento, é mais fácil preveni-las do que se livrar delas.



De acordo com especialistas, até existem tratamentos que melhoram o aspecto das lesões. Porém, o mais indicado é mudar os hábitos para fortalecer a pele e prevenir o surgimento de novas cicatrizes.

Atividades físicas: a prática de atividades físicas e a manutenção do peso evita o estiramento da pele, grande causador das estrias. Quem pratica exercícios mantém a pele firme. No entanto, exercícios intensos merecem atenção, pois estes podem levar ao ganho rápido de massa muscular e à hipertrofia, esticando demais a pele.

Beber muita água: beber água mantém o corpo hidratado. Os especialistas explicam que a pele é o primeiro órgão a se desidratar. Afinal, ela está sempre exposta a agressões como os raios solares e a poluição. Sendo assim, o correto é beber o mínimo de dois litros d’água diariamente. Uma pele bem hidratada não sofre rupturas no tecido, gerando as estrias.

Cremes hidratantes: segundo profissionais, a pele hidratada tem mais resistência a rupturas. Produtos à base de óleo de semente de uva, macadâmia, amêndoas e rosa mosqueta são indicados. O correto é usá-los duas vezes por dia, pela manhã e antes de ir para a cama. Aplique atrás dos joelhos, na barriga e na lateral do quadril, que são as áreas mais propensas às estrias. Já durante a gestação, a aplicação pode ser feita três vezes ao dia. Porém, peça indicação ao seu ginecologista de qual produto mais indicado para evitar prejudicar o bebê.

Massagens localizadas: qualquer pessoa pode massagear as áreas mais propensas a sofrer com estrias enquanto aplica o creme hidratante. O procedimento irá funcionar como uma espécie de drenagem linfática, melhorando a circulação e estimulando a absorção dos princípios ativos do produto. Faça isso após o banho, pois é quando os poros estão abertos.

Vitamina B5: promove a renovação celular, deixando a pele firme e saudável. É encontrada em abundância em alimentos como carne bovina, ovos e derivados do leite. Brócolis, batata doce, abacate e lentilha também são fontes de vitamina B5.

Vitamina C: o nutriente ajuda na produção do colágeno, que é uma das principais substâncias de sustentação da pele, ajudando a prevenir estrias. Os profissionais alertam que seu consumo regular ainda tem efeito calmante e age como anti-inflamatório, protegendo a pele das radiações solares. As maiores fontes de vitamina C são laranja, acerola, abacaxi, kiwi e goiaba.

Vitamina E: a vitamina E é responsável pela formação de colágeno, além de manter a estrutura da elastina da pele e de prevenir danos na estrutura de colágeno e elastina, evitando as marcas de estiramento. Pode ser consumida através da avelã, das amêndoas, do gérmen de trigo e dos óleos vegetais.

Silício: encontrado na aveia, no milho, no arroz, nas algas marinhas e nos frutos do mar, o silício regenera as fibras de colágeno e elastina, evitando a perda da elasticidade da pele. De acordo com especialistas, o nutriente ainda protege o colágeno já existente contra os radicais livres.  

Zinco: presente nos frutos do mar, o zinco tem ação cicatrizante para a pele, garantindo sua saúde e prevenindo contra estiramento. O mineral ainda apresenta propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, evitando infecções e irritações. Castanha do Pará e gérmen de trigo são fontes de zinco.

publicidade

publicidade