"Domingo Legal" enfrenta a maior crise da sua história

Divulgação/SBT

Publicado em 07/05/2017 às 08:50:00 , atualizado em 16/05/2017 às 02:14:45

Por: Sandro Nascimento

Neste mês, completa um ano que o diretor Roberto Manzoni, o Magrão, deixou a direção do "Domingo Legal" depois que Celso Portiolli reclamou do seu trabalho nas redes sociais.

Na época, o apresentador deixou claro que não aguentava mais fazer o "Passa ou Repassa" e que gostaria de opinar mais no programa.

Após o desabafo de Portiolli, além do afastamento do diretor, Silvio Santos investiu em um novo cenário, contratou profissionais de destaque da concorrência e deu carta branca para o apresentador desenvolver um novo caminho para o dominical do SBT. Nos mesmos moldes que Gugu tinha na época que era titular da atração.

Após um ano, o "Domingo Legal" enfrenta a maior crise da sua história. A atração não tem identidade, perdeu duas horas de produção, relevância e não decola na audiência, sempre na faixa dos 5 pontos.

Com tudo isso, conclui-se: Magrão estava certo desde o início.

Como alguém pode dispensar um profissional experiente como Roberto Manzoni? Diretor de tantos sucessos da televisão brasileira.

Veja também: Fox planeja novo canal destinado às crianças no Brasil

Eu fico por aqui ou toda hora no Twitter @Sanduba



LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Fechar X