Numa das noites mais importantes da humanidade, TV aberta ignora homenagem

Colômbia presta linda homenagem aos falecidos no acidente envolvendo a Chapecoense

Fotos: Reprodução

Publicado em 01/12/2016 às 12:09:39

Por: Sem autor

Nos últimos dois dias, Medellín e Chapecó se irmanaram de forma inimaginável. Mais do que isso. Brasil e Colômbia ficaram unidos por um propósito, que cresceu muito com o fato triste que aconteceu na Chapecoense. Nesta quarta-feira (30), a Colômbia prestou uma grande homenagem aos falecidos na queda do avião, no mesmo horário e com a mesma duração que seria o jogo entre Atlético Nacional e Chapecoense, final da Copa Sul-Americana.

Na televisão, as emissoras esportivas, principalmente, viveram momentos de extrema emoção. Apenas a ESPN Brasil, que preferiu um "Bola da Vez" inédito, com Tite, não exibiu a cerimônia ao vivo.

A homenagem ocorrida no estádio Atanásio Girardot, pelo povo colombiano e torcedor do Atlético Nacional, foi arrepiante. É difícil transmitir em palavras. Mas os profissionais que o fizeram, foram muito bem.

O SporTV mostrou a homenagem com Júlio Oliveira e Raphael Rezende, que foram para a Colômbia fazer um jogo e viram pessoalmente um dos momentos mais incríveis da humanidade da Colômbia - em dado momento, Raphael chorou bastante e ficou visível no ar.

Band Sports e Esporte Interativo também exibiram, mas com equipes no Brasil. O EI teve uma edição do "Jogando em Casa" com um Mauro Beting extremamente emocionado. Não se conteve também: caiu em lágrimas. Disse o comentarista que "foi o momento mais lindo que viu no futebol".

Mas as grandes homenagens vieram do Fox Sports, que perdeu seis profissionais na queda do voo. O #90MinutosDeSilêncio, que foi ao ar no lugar do jogo da Chapecoense, foi talvez a homenagem mais bonita que já se viu na TV paga em seus 26 anos de história. O público aprovou a atitude e deixou a hashtag em segundo lugar nos Trending Topics do Twitter, atrás apenas de menções ao próprio clube catarinense.

No intervalo, depoimentos de contratados da Fox para falar de seus colegas. O mais emocionante foi o de Benjamin Back.

A Fox também exibiu a cerimônia da Colômbia, através do Fox Sports 2, com João Guilherme e Leandro Quesada. A edição noturna do "Central Fox", com Renata Cordeiro e Eduardo Elias, também emocionou, por causa das histórias de bastidores que os apresentadores contaram. Ao falar de Paulo Júlio Clement, Eduardo disse que perdeu "um irmão".

Enquanto isso, na TV aberta....

Depois da novela "A Lei do Amor", a Globo exibiu um comunicado narrado por Galvão Bueno, dizendo que não haveria futebol naquela noite porque "o mundo estava muito triste". A programação continuou com um filme, "Noé", e o canal exibiu a homenagem em flashs muito curtos.

A Record chegou a mostrar as imagens dentro do "Jornal da Record", mas apenas o seu começo. Às 22h30, entregou para o "Gugu", que fez mais uma entrevista com Wesley Safadão. No SBT, programação normal. Sequer uma citação em breaks ou no "Programa do Ratinho".

Na Band, filme e apenas pequenos boletins durante os intervalos, mas a transmissão ao vivo também foi ignorada. Porém, o caso mais grave e triste vem da RedeTV!. Assim como aconteceu com "A Tarde é Sua" e "Fofocando", o programa de Luciana Gimenez preferiu dar voz ao vidente Carlinhos, que supostamente teria previsto o acidente com a Chapecoense. Já seria algo de péssimo gosto em qualquer horário, mas no mesmo momento da homenagem de Medellín, foi quase um ultraje o que a RedeTV! fez.

Sem uma emissora aberta exibindo o evento ao vivo, muitos brasileiros foram privados de ver um dos grande momentos não só do futebol, mas da humanidade. Num ano em que se teve tantas tragédias e dificuldades, houve o dia 30 de novembro. E a TV aberta preferiu não mostrar. Triste.
 

Gabriel Vaquer escreve sobre mídia e televisão há vários anos. No NaTelinha, é responsável por reportagens variadas e especiais. Ainda assina as colunas "Antenado", sobre TV aberta, e "Eu Paguei pra Ver", sobre TV por assinatura. Converse com ele. E-mail: gabriel@natelinha.com.br / Twitter: @bielvaquer



COMENTÁRIOS

Fechar X