Raul Gazolla fala sobre soltura de Guilherme de Pádua: "Me deixa indignado"

Ator está no ar na novela das nove da Globo

Ator volta à Globo em novela de Glória Perez - Divulgação/TV Globo

Publicado em 17/05/2017 às 16:03:27

Por: Redação NT

O ator Raul Gazolla, que está em cartaz na novela "A Força do Querer", da Globo, falou à revista Quem sobre sua atual fase na emissora, a volta, o caso José Mayer e também sobre a morte de sua ex-mulher, Daniella Perez.

Neste ano, completa 25 anos da morte de Daniella Perez. "Se a pessoa tira a vida de outra, seja qual for o motivo - banal, no caso da Dani -, e é solta, acho que é uma falha muito grande da nossa Justiça. Me deixa indignado", disse ele sobre Guilherme de Pádua, que foi solto em 1999, depois de cumprir um terço da pena e ter conseguido o livramento condicional.

Sobre o caso de assédio de José Mayer, onde o ator disse em carta aberta que o machismo era da geração dele, Gazolla opina: "Não concordo. Foi um comentário infeliz. Uma defesa infeliz. Tenho três filhas e elas também não conseguiram entender. Acho que é uma coisa dele".

Raul relembra que passou por três infatos. "No primeiro não sabia que era infato. Não poderia imaginar. Não senti dor no peito, em lugar nenhum. Só fiquei muito tonto e vomitei. Quando a médica checou o batimento cardíaco, eu estava com menos de 30 por minuto".

Posteriormente, ele teve outros dois treinando jiu-jítsu, passando dos 180 batimentos.

Além de ser ator, Gazolla revela que se mantém fazendo palestras motivacionais e trabalhando com marketing numa rede em um canal de TV de vendas.

Questionado se ator tem que ter plano B, ele é sincero: "Em um momento muito difícil, se você não tem um plano B, se você não põe a mão na massa, pode passar por apertos. A nossa profissão nos traz uma vaidade, uma condição que a gente fica pensando que é desonroso ter um plano B. Nenhum trabalho é desonroso".



LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS